AO VIVO
Fechar
© 2022 - Rádio Progresso Todos direitos reservados

Atleta cubano participante das Surdolimpíadas foge da delegação em Caxias do Sul

Representantes da delegação de Cuba no evento esportivo não quiseram comentar o caso do atleta Yunior Enrique Días Vazquez. PF diz que estrangeiro está em situação migratória regular.

Por Rádio Progresso
Postado em 13 de maio de 2022 às 11:22.00

Atleta cubano que fugiu durante prova na Serra do RS — Foto: Surdolimpíadas/Divulgação

Um atleta cubano que participava das Surdolimpíadas, em Caxias do Sul, na Serra do Rio Grande do Sul, pediu ajuda a um morador da cidade para fugir da delegação na terça-feira (10). Yunior Enrique Días Vazquez participava da prova de ciclismo, realizada na cidade vizinha de Farroupilha, e pediu carona até a rodoviária, onde pegou um ônibus.

Os responsáveis pela delegação de Cuba não quiseram comentar o caso. A Polícia Federal (PF) informou que ouviu, nesta quinta (12), uma testemunha do caso. Até o momento, não há indicativo da prática de crime por parte do atleta cubano. O estrangeiro está em situação migratória regular no Brasil, segundo a PF.

Um morador de Caxias do Sul que acompanhava a prova relata ter sido abordado pelo atleta, que pedia ajuda.

"Fez sinal de pedido de ajuda, assim né, 'me ajuda', e me mostrou no celular que estava com aplicativo no tradutor aberto, escrito 'preciso da sua ajuda'. Ele me pediu para fazer silêncio, começou a olhar preocupado ao redor se tinha alguém observando", conta.

Segundo o homem, que prefere não ser identificado, o atleta afirmou que o motivo da fuga era a falta de comida e de roupas.

"Mas que o principal a liberdade né, que ali ele estava fugindo para viver livre", diz o morador.

O morador de Caxias do Sul deu uma carona para o atleta cubano até a rodoviária e o ajudou na compra da passagem.

"Foi um momento tenso, porque estava dando um passo que ele, com certeza, planejou durante muito tempo", afirma.

Os integrantes da delegação de Cuba têm vistos temporários para permanecer no Brasil durante as competições das Surdolimpíadas. Os documentos têm validade até a próxima semana. Ao todo, 18 atletas do país competiam em cinco modalidades.

O comitê organizador das Surdolimpíadas informou que foi procurado por duas pessoas da delegação do Afeganistão, que desejam pedir asilo no Brasil. A entidade deve ajudar com os encaminhamentos junto à PF.

Fotos:
Fonte: G1 RS