AO VIVO
Fechar
© 2021 - Rádio Progresso Todos direitos reservados

Mortes de marido e mulher com três dias de diferença em SC podem estar relacionadas, diz delegado

Thiago Cardoso Silva afirma que há "fortes indícios" de que homicídios estejam conectados

Por Rádio Progresso
Postado em 11 de outubro de 2021 às 09:15.00

Foto: Reprodução

As mortes de Pamela Silva e do marido Rafael Fachner com três dias de antecedência em Rio do Sul, no Vale do Itajaí, podem estar interligadas. Segundo o G1, o delegado Thiago Cardoso Silva afirmou que "são fortes os indícios de que os dois homicídios estejam relacionados".

Informações preliminares apontam que Pamela foi morta com cinco tiros na última sexta-feira (8), mas a investigação aguarda laudo cadavérico para a confirmação. O crime ocorreu por volta das 19h30 no bairro Santa Rita.

Segundo a Polícia Militar, a guarnição estava próxima do local no momento do crime, mas a vítima foi encontrada sem vida pelos policiais. O corpo de Pamela estava em frente à residência da sogra após os disparos.

O delegado responsável pela investigação afirma que a motivação do assassinato da mulher provavelmente está relacionada aos crimes cometidos pelo marido.

- Os mais graves eram investigações de homicídios e tráfico de drogas - disse o delegado sobre os antecedentes criminais do homem.

Rafael foi morto a tiros na terça-feira (5). De acordo com o relato de Pamela aos policiais após a morte do companheiro, ela tomava banho quando ouviu seis disparos. Ao sair do chuveiro, encontrou o marido morto com perfurações no corpo.

Ainda não há informações sobre suspeitos e o delegado afirma que nenhuma hipótese ou linha investigativa está descartada neste início de investigações.

Fotos:
Fonte: NSC Total