AO VIVO
Fechar
© 2021 - Rádio Progresso Todos direitos reservados

CIDASC alerta produtores que deverão fazer exames de tuberculose em 2021 em Descanso

O exame é obrigatório para todos os produtores de leite.

Por Rádio Progresso
Postado em 27 de julho de 2021 às 16:00.00
Ouça:
Ouça na íntegra a entrevista com Ody Gonçalves.

Santa Catarina dá mais um passo importante para erradicação da brucelose e tuberculose bovina no estado. A partir de agora os laticínios deverão controlar a rastreabilidade do leite e redobrar a atenção com a saúde animal. As medidas fazem parte da Portaria SAR 44/2020, elaborada pela Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural e publicada no início de janeiro.

Na prática, os estabelecimentos que recebem leite ou processam leite cru refrigerado terão que rastrear toda a matéria-prima e solicitar os exames de brucelose e tuberculose dos bovinos de seus fornecedores. Ou seja, será possível identificar os dados de cada fornecedor de leite e comprovar que eles seguem todas as exigências sanitárias.

Segundo o gestor da regional da CIDASC (Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina) em São Miguel do Oeste, Ody Gonçalves, a Portaria 44 está vigente desde o início deste ano e acaba de sofrer alterações com respeito a realização do exame de tuberculose e brucelose nos rebanhos.

"Esta portaria é estadual e dispõe sobre a criação das próprias ações sobre a qualidade do leite e seu impacto na saúde pública. Ela também prevê diferentes estratégias de atuação quanto as 2 doenças alvo. Para brucelose, é realizada a testagem anual do leite recolhido nas propriedades". Explica Ody.

Gonçalves explica que no caso da tuberculose, é necessário realizar exames em todos os animais da propriedade dentro de um prazo de 3 anos, com o teste no próprio animal.

Odi salienta que no município de Descanso, as linhas que terão que realizar o exame no próximo semestre é Linha Campinas, Gaúcha, Itajubá, Jacutinga, Jorge Lacerda, Leste, Pântano, São José e Linha São Valentim. Ele disse que os moradores de outras linhas que também desejarem realizar os exames neste momento estão aptos para tal.

Para resolução de mais dúvidas, entrar em contato com a Cidasc, é importante que os produtores realizem o planejamento para lidar com a portaria o mais breve possível.

Fotos:
Fonte: Rádio Progresso