AO VIVO
Fechar
© 2021 - Rádio Progresso Todos direitos reservados

Conheça as Patinhas Unidas de Belmonte

Por Rádio Progresso
Postado em 13 de janeiro de 2021 às 18:02.41
Ouça:
Ouça a entrevista com Júlia Bortoluzzi e Kevin Pereira

Os animais domésticos vem sofrendo constantemente com abandono, muitos deles vivem nas ruas e permanecem nesta condição o restante de sua vida, enquanto animais de raça são comercializados por valores altos. 

A Organização Mundial da Saúde estima que só no Brasil existam mais de 30 milhões de animais abandonados, entre 10 milhões de gatos e 20 milhões de cães. Em cidades de grande porte, para cada cinco habitantes há um cachorro. Destes, 10% estão abandonados. No interior, em cidades menores, a situação não é muito diferente. Em muitos casos o numero chega a 1/4 da população humana.

A fim de minimizar os danos físicos e psicológicos causados nestes bichos, a estudante de Veterinária Júlia Bortoluzzi organizou uma entidade para protegê-los.

De acordo com ela, o objetivo é arrecadar fundos para retirar os animais da condição da rua e destina-los para um lar apropriado, ela também explica que o animal em questão é castrado, uma prática que aumenta a expectativa de vida do ser, e previne contra doenças.

Kevin Pereira também é um idealizador do projeto, o qual ele ressalta que teve início no final de 2020, além disso, o projeto teve apoio de outras instituições como o SPAD (Sociedade Protetora de Animais de Descanso).

Dessa forma o grupo foi criado, também com muito incentivo do comércio local.

Segundo Júlia, os trabalhos estão sendo realizados de forma gradativa devido ao baixo orçamento, por isso ela salienta o incentivo da população. Para este ano ela estima que a instituição consiga trazer o castramóvel para realizar a castração dos animais.

Kevin reforça o convite para quem deseja se juntar ao grupo para auxiliar esta causa, e também reforça que toda atitude protetiva é válida, como a denúncia de maus tratos ou simplesmente adotar um animal de rua.

Se o indivíduo não pode ficar com o animal, pode trabalhar como voluntário para alguma ONG, também é de grande ajuda, auxiliar na divulgação de algum animal que precise de lar.

Fotos:
Fonte: Rádio Progresso AM