AO VIVO
Fechar
© 2020 - Rádio Progresso Todos direitos reservados

Galpão é consumido pelas chamas em Mondaí

Por Rádio Progresso
Postado em 17 de outubro de 2020 às 11:34.02

Por volta das 03h16 o Corpo de Bombeiros de Iporã do Oeste, foi acionado pelo COBOM do 12º BBM para atender incêndio em galpão, localizado na linha Alto Mondaizinho, interior do município de Mondaí-SC.

A guarnição deslocou-se com a viatura ABTR-131 para atender o solicitado. Ao chegar no local foi constatado que parte do galpão estava totalmente consumida pelo fogo e a maior parte ainda não tinha sido atingida.

A energia elétrica foi desligada pelos vizinhos, que com auxilio de mangueira e um trator com pulverizador tentar controlar o fogo para que ele não se propaga-se para  o restante do galpão.

Foi montado estabelecimento com uma linha direta com dois lances de 1 ½ polegadas para controlar a chamas e posteriormente realizar o rescaldo. A guarnição fez uso de EPI`s (equipamento proteção individual) para realizar os procedimentos. A edificação (galpão) possuía a maior parte da estrutura em madeira e alguma parte em alvenaria, medindo aproximadamente 28 metros de comprimento por 12 metros de largura, com área aproximada de 336m².

O fogo atingiu principalmente a área onde era usado para deposito de feno, deposito de ração e quatro baia de suinocultura, onde tinha 8 suínos, sendo que 5 deles acabaram morrendo e os demais conseguiram fugir.

A área da sala de espera (alimentação) não foi atingida pelo fogo e parte da sala de ordenha também não.  O proprietário informou que quando percebeu as chamas já estavam bem altas e só conseguiu soltar os terneiros, retirar dois resfriador de leite, um aquecedor de água, um gerador e uma bomba de ordenha. A área atingida foi de aproximadamente 120m². 

O galpão está localizado a cerca de 7 metros da casa. Foi utilizado cerca de 4000 litros de água. O tempo para o controle e rescaldo foi de aproximadamente 01h00. No local encontram-se populares e vizinhos. Serão feitas averiguações no local para levantar as possíveis causas do sinistro.

A edificação não tinha seguro. O Após retornou-se para o GBM de Iporã do Oeste.

Fotos:
Fonte: Corpo de Bombeiro de Iporã do Oeste