AO VIVO
Fechar
© 2019 - Rádio Progresso Todos direitos reservados

Polícia apura causas de acidente com barco que transportava estudantes em Barra do Guarita

Buscas seguem a jovem de 21 anos que voltava de universidade quando embarcação afundou no Rio Uruguai.

Por Rádio Progresso
Postado em 07 de novembro de 2019 às 13:52.43

Bombeiros / Divulgação

A Polícia Civil está investigando as causas de acidente envolvendo um barco que transportava estudantes gaúchos que voltavam de universidade em Santa Catarina e que virou no Rio Uruguai, em Barra do Guarita (RS), na divisa entre os dois Estados. O fato ocorreu no final da noite de quarta-feira (6). Havia 14 pessoas na embarcação, a maioria estudantes. Um jovem de 21 anos é o único ainda não localizado e é procurado por bombeiros desde a madrugada desta quinta-feira (7). 

O delegado Marion Volino, que será o responsável pelo caso, diz que um inquérito policial será instaurado. O primeiro passo será ouvir os sobreviventes, incluindo quem conduzia o barco e os proprietários. O objetivo é saber se o condutor era habilitado, se tinha condições para condução e o motivo pelo qual os tripulantes não estavam utilizando coletes salva-vidas. Volino diz que esta informação é apurada, já que os relatos iniciais apontam que havia este equipamento no baco, mas nenhuma das vítimas estaria usando.

— Estamos no município para ouvir responsáveis, vítimas e testemunhas. Lembrando que o principal é torcer para que este jovem seja encontrado o mais rápido possível. Primeiro para o conforto da família e amigos, e depois para darmos seguimento à investigação — explica Volino. 

Segundo a polícia, a localização do jovem é determinante para estabelecer que tipo de apuração será realizada no inquérito. Polícia e Bombeiros informaram que o jovem desaparecido foi identificado como Andrei Franchini, 21 anos, morador de Vista Alegre, mas natural de Tenente Portela. 

Buscas 

As buscas foram intensificadas desde as 5h desta quinta-feira. Há mais de 10 bombeiros de Itapiranga, em Santa Catarina, e também de Três Passos, Ijuí e outras cidades gaúchas. Elas ocorrem em um trecho de 16 quilômetros no Rio Uruguai, entre Itapiranga e Barra do Guarita, no Rio Grande do Sul.  São usados barcos, jet-ski e um helicóptero. Um colete salva-vidas, uma boia rígida e dois galões de combustível vazios foram encontrados por volta das 2h em um local distante 10 quilômetros do ponto onde houve o acidente. 

Segundo as informações iniciais, o rio estava com forte correnteza e com o leito cerca de três metros acima do nível normal. Os bombeiros também informaram que a água entrou pela parte da frente da embarcação, que aos poucos foi afundando até virar. Até as 12h desta quinta-feira a embarcação não havia sido localizada.

A maioria dos tripulantes era estudante de Agronomia no campus de Itapiranga da Unidade Central De Educação Faem Faculdade (UCEFF) e voltava para casa, no Rio Grande do Sul, depois de aula na noite de quarta-feira. Os jovens são moradores de Tenente Portela, Miraguaí, Três Passos e Vista Gaúcha. Os relatos iniciais são de que as vítimas usaram objetos para boiar nas águas do rio ou nadaram até a chegada de outros barqueiros.

Bombeiros / Divulgação

Em nota, a UCEFF se solidarizou com os familiares e anunciou o cancelamento das aulas nesta quinta e na sexta-feira (8).  Confira a íntegra da manifestação da universidade:

"A UCEFF lamenta profundamente o ocorrido na noite desta quarta-feira, 6 de novembro, quando uma embarcação afundou no Rio Uruguai, deixando um acadêmico da Instituição desaparecido.

A UCEFF se solidariza com as buscas e presta total apoio aos familiares.  Cabe destacar que a UCEFF preza pela segurança no transporte de seus acadêmicos, disponibilizando gratuitamente embarcação apropriada, regular e segura para as travessias que, infelizmente, nesse caso não foi a utilizada. A UCEFF permanece à disposição para prestar todo o auxílio necessário, lamentando, mais uma vez, o ocorrido. Em virtude do acontecido, a UCEFF CANCELA as aulas em todos os cursos de graduação nesta quinta e sexta-feira (7 e 8/11)."

Fonte: GauchaZH
Fotos: