06/08/2019 04:04

BRASILEIRÃO: Grêmio falha defensivamente e empata com a Chapecoense em 3 a 3 Tricolor reclamou pênalti em Kannemann no fim do jogo, que chegou a ser marcado, mas acabou revogado por revisão no VAR

O Grêmio até construiu seus gols, mostrando bom volume de jogo ofensivo. No entanto, as falhas defensivas custaram caro, e o Tricolor ficou no empate em 3 a 3 contra a Chapecoense, na noite desta segunda-feira, na Arena. 

O jogo, movimentado e cheio de alternativas, teve quatro gols na primeira etapa. Geromel e Everton marcaram para o Grêmio, e Everaldo e Campanharo marcaram para a Chape. No segundo tempo, Arthur Gomes virou para a Chape e Diego Tardelli empatou já no fim do jogo. Ainda houve tempo para polêmica e reclamação após pênalti marcado e revogado para o Grêmio, em Kannemann. 

Agora, o Grêmio terá a semana cheia para trabalhar. O próximo compromisso do Tricolor é apenas no próximo sábado, às 19h, contra o Flamengo, no Maracanã. Na quarta-feira, 14 de agosto, o Grêmio recebe o Athletico-PR, na Arena, às 21h30min, pelo jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil. 

Quatro gols na etapa inicial 

Pela primeira vez desde a Copa América, o Grêmio começou um jogo de Campeonato Brasileiro com os titulares, já que o compromisso do Tricolor pela Copa do Brasil, diante do Athletico-PR, é apenas na próxima semana. Já a Chapecoense entrou em situação delicada, na zona de rebaixamento, o técnico interino Emerson Cris comandou a equipe, ainda substituindo o demitido Ney Franco.

O Grêmio começou o jogo dentro de suas características: ficando com a posse da bola e cercando a área adversária. Pela direita, criou as chances e chegou ao escanteio, de onde saiu o gol que abriu o placar, logo a 8 minutos da etapa inicial. Após cobrança de Alisson, Geromel subiu mais alto que a zaga e abriu o placar.

A resposta da Chapecoense não demorou a vir. Três minutos depois, Everaldo fez boa jogada para vencer a defesa do Grêmio. Passou fácil por Kannemmann com um belo drible e limpou Geromel para bater forte e igualar o marcador.

Sem conseguir infiltrar na defesa da Chapecoense, o Grêmio apostou nos chutes de longe. Maicon achou Everton que, de fora da área, ajeitou para a perna direita e bateu colocado. O atacante tricolor contou com a ajuda de Tiepo: a bola passou por baixo dos braços do goleiro da equipe catarinense antes de morrer no fundo do gol, para recolocar o Grêmio na frente. 

Mesmo em vantagem, o Grêmio não fazia bom jogo defensivamente. Os volantes acompanhavam de longe na marcação e a zaga apresentou dificuldades nas bolas paradas. E foi justamente assim que a Chapcoense empatou. Aos 34 minutos, em escanteio do lado direito, Camilo levantou bola no primeiro pau e, após movimentação inteligente, Gustavo Campanharo se antecipa a Leonardo Gomes e escora de cabeça para empatar ainda no primeiro tempo.  

Tardelli salva e jogo tem polêmica no fim

O Grêmio voltou ao segundo tempo com a mesma característica, ficando com a bola e rondando a defesa adversária. No entanto, os problemas da etapa inicial persistiram e, pela direita, a Chape encontrou o caminho da virada. Márcio Araújo encontrou Augusto na direita, que cruzou para Arthur Gomes marcar o terceiro dos catarinenses.  

Para tentar mudar o cenário do jogo, Renato passou a fazer trocas. A primeira delas foi com Pepê no lugar de Alisson. Depois, Diego Tardelli e Luan foram a campo, para tentar tornar a equipe ainda mais ofensiva. Com a saída de Cortez, que não fez bom jogo, Matheus Henrique passou a ocupar a lateral esquerda. 

Com mais jogadores ofensivos, o Grêmio passou a ocupar ainda mais o campo da Chape. A pressão veio com finalizações justamente dos dois jogadores que entraram: Tardelli e Luan tentaram, e primeiro esbarraram em Tiepo e na defesa dos catarinenses. 

Mas foram os dois que construíram o gol de empate: Luan bateu falta pela esquerda e Diego Tardelli, na pequena área, desviou para empatar de novo o jogo. O tricolor seguiu pressionando: colocou bola na trave com Everton e quase marcou em cobrança de falta parecida com a do gol. 

O jogo ainda teve polêmica no fim. Já nos acréscimos, o árbitro chegou a marcar pênalti de Mauricio Ramos em Kannemann, que teria sofrido carga nas costas. Após conferir imagem no VAR, no entanto, revogou a decisão, e o confronto acabou empatado em 3 a 3 na Arena. 

Campeonato Brasileiro - 13ª rodada

Grêmio 3 

Paulo Victor; Leonardo Gomes, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez (Luan); Maicon, Matheus Henrique, Jean Pyerre (Diego Tardelli), Alisson (Pepê) e Everton; André. Técnico: Renato Portaluppi

Chapecoense 3 

Tiepo; Eduardo, Gum, Maurício Ramos e Bruno Pacheco; Marcio Araújo, Gustavo Campanharo, Augusto (Amaral), Camilo e Arthur Gomes (Renato Kayser); Everaldo. Técnico: Emerson Cris

Gols: Geromel (8/1T), Everton (26/1T) e Diego Tardelli (35/2T) (G); Everaldo (11/1T), Gustavo Campanharo (34/2T) e Arthur Gomes (14/2T)

Cartões amarelos: Alisson, Kannemann, Maicon e Geromel (Grêmio); Everaldo e Arthur Gomes (Chapecoense)

Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Veja fotos da matéria

Fonte: Correio do Povo

Mais notícias