20/03/2017 14:52

Chile suspende importações de carne do Brasil

O Chile decidiu, nesta segunda-feira (20), suspender as importações de carne do Brasil depois das revelações feitas pela Operação Carne Fraca, informou o Ministério da Agricultura chileno.

"O fechamento do mercado brasileiro de carne é temporário, até que eles informem se há frigoríficos autorizados a exportar para o Chile", informou o ministro da Agricultura, Carlos Furche, em sua conta no Twitter.

A Polícia Federal (PF) revelou na sexta-feira (17) um esquema em que fiscais sanitários supostamente recebiam subornos dos frigoríficos para autorizar a venda de alimentos não aptos para o consumo.

Mais de 30 pessoas foram detidas até o momento, três frigoríficos foram fechados temporariamente e 21 se encontram sob investigação. Entre os suspeitos figuram empresas como JBS, BFR e Peccin, as maiores do país.

O Brasil é o segundo maior fornecedor de carne do Chile, com 37 mil toneladas anuais, enquanto que o Paraguai é o primeiro, com 39 mil toneladas, segundo dados do governo chileno.

Em novembro, o Ministério da Saúde do Chile emitiu um alerta diante da possível contaminação com parasitose de carne importada desde Brasil, cuja venda e distribuição foi proibida.

O alerta foi emitido com o aparecimento de "lesões compatíveis com parasitose", em carne embalada brasileira descoberta por um consumidor que a adquiriu em um supermercado do porto de Valparaíso na terça-feira, indicou a nota do Ministério da Saúde. Esse alerta foi suspensa uma semana depois.

Além do Chile, países asiáticos suspenderam a importação do alimento. No caso da China, os embarques programados para lá foram suspensos por uma semana. Já a Coreia do Sul bloqueou apenas os embarques de frango da BRF, mas a empresa avisa que não recebeu notificação oficial sobre o assunto.

Veja fotos da matéria

Fonte: Diário Catarinense

Mais notícias