11/08/2014 08:29

Figueirense Surpreende e vence a Chapecoense em casa.

        Aos 41 minutos do segundo tempo, após escanteio, o zagueiro de 1,97m pegou o rebote e bateu firme, da linha da pequena área, para decretar a vitória. Bola essa responsável por garantir não apenas o inédito triunfo em sequência do time da capital catarinense, mas também a sua saída do grupo dos quatro últimos colocados – agora Botafogo, Bahia, Flamengo e Coritiba. Com 13 pontos, o Figueirense sobe para a 16º colocação, enquanto a Chape desce um degrau e fica em 13º lugar, com dois pontos a mais.



       O estádio Índio Condá, fundado em 1976, não recebeu nenhum dois jogos dos catarinenses do Campeonato Brasileiro de 1978 – ambos foram na capital. Porém, a espera valeu a pena, afinal, Chapecoense e Figueirense jogaram pela primeira vez entre si na elite do futebol brasileiro nos atuais moldes, na era dos pontos corridos, e fizeram uma partida movimentada, principalmente no primeiro tempo, com algumas alternativas.

 

       Como esperado, neste domingo, com equipes que lutam contra o rebaixamento, a marcação e a força física deram o tom durante o confronto. A bola aérea e os chutes de média distância foram algumas das alternativas num dia de pouca criatividade no meio de campo. Apesar disso, foram ao menos quatro oportunidades claras de gols na primeira etapa – três do Figueirense e uma da Chapecoense – , além de um cabeceio perigoso de Bruno Rangel, mas invalidado pelo auxiliar por causa da posição irregular do centroavante.

 

      Com mais posse de bola nos primeiros 45 minutos, 65%, o time da casa até tentou pressionar, mas sempre esbarrou numa zaga bem armada do visitante. Dedé foi obrigado a tentar de fora da área, quando obrigou Volpi a fazer bela defesa. Marquinhos teve chance de dentro da área, mas do outro lado, com bom trabalho do goleiro Danilo, em cabeceio.

Veja fotos da matéria

Fonte: Globoesporte

Mais notícias