26/12/2018 11:11

Inter viverá cenário diferente em 2019 com calendário cheio Em 2018, equipe disputou apenas 49 partidas oficiais devido às eliminações precoces no Gauchão e na Copa do Brasil.

Foto: Divulgação 

Uma das vantagens encontradas pelo Inter em 2018 na ótima campanha no Campeonato Brasileiro foi a possibilidade de focar apenas em uma competição. As eliminações precoces no Gauchão e na Copa do Brasil, ambas no primeiro semestre, deram ao técnico Odair Hellmann o tempo necessário para treinar o time visando ao Brasileirão. Em 2019, porém, o cenário será completamente diferente.

Se este ano, o Inter disputou apenas 49 partidas oficiais, na próxima temporada, caso alcance as fases finais do Gauchão, Libertadores da América e Copa do Brasil, somadas às 38 rodadas do Campeonato Brasileiro, esse número pode saltar para 77 jogos no ano. O calendário ficará bem mais apertado, e o tempo para treinamentos, consequentemente, mais escasso.

Ao contrário de 2018, no ano que vem as duas primeiras competições serão Campeonato Gaúcho e Libertadores. Como disputará o torneio sul-americano – a fase de grupos começa no início de março – o Inter entra na Copa do Brasil somente na fase de oitavas de final, o que deve ocorrer no final do mês de abril ou início de maio.

O grupo de jogadores terá de ganhar qualidade e quantidade para enfrentar quatro competições. Por enquanto, o departamento de futebol trabalha em silêncio na busca por reforços. A negociação mais avançada é com o atacante Neílton, do Vitória, que deverá ser anunciado oficialmente nos próximos dias.

A possibilidade de contratar o volante Elias ficou menor durante o feriadão de Natal. Em entrevista a uma rádio mineira, o volante garantiu que pretende permanecer no Atlético Mineiro em 2019. “Quero ficar e me tornar vencedor aqui, para fazer uma história que eu possa contar no futuro”, disse o jogador.

Veja fotos da matéria

Fonte: Correio do Povo

Mais notícias