20/12/2018 14:24 (atualizado em 20/12/2018 14:36)

Vigilância epidemiológica orienta população com cuidados com a dengue nas férias Tem sido encontrado muito material que acumula água nas últimas vistorias dos agentes em Descanso

OUVIR ÁUDIO DA MATÉRIA
Coordenadora da vigilância epidemiológica Edilene Lorenski

Com a chegada do verão aumenta a preocupação quanto à criação do mosquito aedes aegypti causador de doenças como a dengue, zika e chikungunya.

Coordenadora da vigilância epidemiológica Edilene Lorenski (Foto: Arquivo/Rádio Progresso)

Conforme a coordenadora da vigilância epidemiológica Edilene Lorenski, com o forte calor dos últimos dias seguido das pancadas de chuvas, se torna cada vez maior a possibilidade da proliferação do mosquito e isso é muito preocupante.

“Nós continuamos com 37 focos do mosquito em 2018 em nosso município, mas agora que iniciou esse período de chuva e calor excessivo, é um fator ideal para a criação do mosquito da dengue, e infelizmente estamos encontrando muito em nossas vistorias, lonas com água acumulada, e até mesmo baldes, onde parece que toda nossa orientação sobre os cuidados está sendo em vão e a população não está fazendo a sua parte.” Ressalta Edilene.

E agora com o período de férias, que muitas pessoas saem para viajar a população também precisa ter cuidados, como antes de sair fazer uma vistoria no seu imóvel para ver se não há nenhum objeto com água parada, vedar ralos e deixar o vaso sanitário com a tampa fechada.

Materiais encontrados na última vistoria com água parada (Foto: Divulgação/Vigilância Epidemiológica)

Veja fotos da matéria

Fonte: Rádio Progresso

Mais notícias